Largos do Pelourinho ganham projeto de segurança para o público

Responsável pelos Largos Tereza Batista, Quincas Berro D´Água e Pedro Archanjo, no Pelourinho, o IPAC promove reforma e revitaliza esses espaços para os shows e atrações do Verão 2017/2018
“Os Largos do Pelourinho terão rotas de fuga, guarda-corpos adequados e todas as especificações de segurança exigidas pelas legislações vigentes”. Com essas palavras, o diretor de Projetos, Obras e Restauro do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), Felipe Musse, anuncia os cuidados da área de segurança para os largos Tereza Batista, Quincas Berro D’Água e Pedro Archanjo, no Pelourinho, Centro Histórico de Salvador (CHS). Os espaços pertencentes ao IPAC estão passando por reforma e revitalização para atender aos shows e as atrações do Verão 2017/2018. “O projeto foi apresentado ao Corpo de Bombeiros que aprovou as soluções”, diz o dirigente estadual. Os largos estavam fechados pois não atendiam recomendações legais de segurança. “O mais importante é assegurar o bem estar e a vida dos frequentadores, e isso vai ser feito”, garante Felipe Musse.

Vinculado à secretaria de Cultura do Estado (SecultBa), o IPAC investe R$ 1,5 milhão nos três largos, incluindo a reforma elétrica, com uma grande subestação para um quarteirão inteiro. A estimativa é de 90 dias de trabalho. Mais de 50 operários estão envolvidos. Limpeza geral, desmontagens de estruturas antigas e reparos gerais foram os primeiros serviços. “Faremos ainda a recomposição completa de escadas e pisos, pintura, requalificação de banheiros e camarins, além da poda de árvores e drenagem de toda estrutura dos três largos”, explica Felipe Musse. Ele informa ainda que será feito o nivelamento de pisos e instalação de estruturas de segurança contra incêndio.

Os largos reúnem no entorno bares, restaurantes e outros comércios, movimentando a economia local. A empresária e comerciante do largo Quincas Berro D'Água, Grazi Nepomuceno, comemora as obras do IPAC. “Com a reforma da praça eu tenho certeza de que esse local vai estar lotado, por isso, pretendo sim contratar mais pessoas para o verão!”, diz. Localizados no centro de três quarteirões do Pelourinho, os espaços surgiram a partir dos quintais e ruínas do antigo casario durante a reforma do CHS na década de 1990. O IPAC é responsável também pela Praça das Artes, Praça Pastores da Noite e dois estacionamentos, um na Rua do Passo, embaixo do Largo Jubiabá, e outro na Rua Inácio Accioly.

WORKSHOP INTERNACIONAL – A ideia do IPAC é criar com alguns dos seus imóveis na Praça das Artes uma experiência de ‘bairro criativo’, o primeiro do Brasil, já que nos centros do Rio e Belo Horizonte existem apenas um prédio para essa ação. O primeiro passo para um distrito de Economia Criativa no Pelourinho será o ‘Workshop Internacional Design e Distritos Criativos’, que acontece dia 20 de setembro, das 8h às 17h, no Teatro SESC, no Largo do Pelourinho. Participam a Garimpo de Soluções (consultoria), Instituto Roerich (realização) e Instituto Pensar (realização e curadoria). O evento é gratuito. Inscrições: secretaria@institutopensar.com e (71) 3037-7790.

Além dos largos o IPAC dispõe de 402 unidades imobiliárias e 181 imóveis em toda a Bahia. No CHS, os imóveis do IPAC representam apenas cerca de 1,5% do total na área tombada. O restante é propriedade de privados, órgãos municipais, estaduais e federais, além de congregações da Igreja Católica que detém prédios como o Cine Excelsior e dezenas de casas no Pelourinho. Outros imóveis do IPAC são ocupados por importantes projetos, como o Balé Folclórico da Bahia, orkestras Rumpilezz e Rumpilezzinho, Cine XIV, projetos Axé e Mandinga. Livraria Mídialouca, Museu da Música Brasileira, Casa das Filarmônicas da Bahia, Pouso das Artes e Casa de Angola, também são do IPAC.

Assista vídeos Secom/IPAC: educação patrimonial (https://goo.gl/rJggpk), Balé Folclórico (https://goo.gl/jZQjJN), Projeto Axé (https://goo.gl/34bd1a), Dinamização (https://goo.gl/S4EyRn), Museus (https://goo.gl/uQS9NG e https://goo.gl/vphG2s), Festa do Bembé (https://goo.gl/63H8Ve), Festa da Boa Morte (https://goo.gl/BawMJJ) e Capoeira (https://goo.gl/wFJdGN). Acesse: www.ipac.ba.gov.br, facebook Ipacba Patrimônio e twitter @ipac_ba.

FOTOS anexas: crédito obrigatório Lei nº 9610/98 – Jefferson Vieira e José Carlos Almeida

Assessoria de Comunicação – IPAC, em 06.09.2017
(71) 3117-6490, 3116-6673, 99110-5099
Jornalista responsável Geraldo Moniz de Aragão (DRT-BA nº 1498)
Share on Google Plus

About IPW Noticias

    Blogger Comment
    Facebook Comment