Começa amanhã (6), às 17h, exibição do documentário sobre terreiros no Palacete

O Palacete das Artes começa a exibir amanhã (6) durante todas as quintas-feiras deste mês, com exceção do dia 20, o documentário ‘Terreiros de Candomblé de Cachoeira e São Félixproduzido pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC). A temporada gratuita no museu (Rua da Graça, nº284 – 71 3117-6987) será sempre às 17h, no Cine Palacete, em Salvador. O IPAC também editou livro sobre o tema que está disponível para download (http://migre.me/pt99z) juntamente com outras publicações do instituto.

“Para o Palacete das Artes é uma grande satisfação receber durante o mês de outubro a exibição do documentário. A iniciativa integra a nossa programação, bastante diversificada e receptiva ao público que frequenta o museu. Trata-se de produto extremamente relevante, além de excelente oportunidade para conhecermos mais as nossas raízes e disseminarmos a nossa cultura”, afirma o diretor do Palacete das Artes, Murilo Ribeiro.

A procura pelos documentários do IPAC é grande; por isso, além da temporada em outubro no Palacete, o instituto estuda colocar seus vídeos no Youtube e Vimeo. Alguns já estão disponíveis: festas do Bembé (https://goo.gl/AGpxti) e da Boa Morte (https://goo.gl/fNxjrS), Museus do IPAC (https://goo.gl/gc4IXJ) e Mascotes do IPAC (https://goo.gl/Rff2jD).

REGISTRO ESPECIAL – Com 52 minutos, o vídeo dos Terreiros tem formato Full HD e é fruto da pesquisa do IPAC em dez terreiros de candomblé na região do Recôncavo que também gerou o livro lançado no ano passado (2015) na FLICA (Feira Literária Internacional da Bahia).

Participaram os terreiros Aganjú Didê (conhecido como Ici Mimó), Viva Deus, Lobanekum, Lobanekum Filha, Ogodó Dey, Ilê Axé Itayle, Humpame Ayono Huntóloji e Dendezeiro Incossi Mukumbi, em Cachoeira, além de Raiz de Ayrá e Ilê Axé Ogunjá em São Félix. A publicação e o vídeo sobre os terreiros são adaptação do Dossiê de Registro Especial elaborado para a proteção dos terreiros nos dois municípios, localizados cerca de 110 km de Salvador. O livro possui 244 páginas com pesquisa histórica e antropológica, fotos coloridas, mapas, ilustrações e infográficos.

PALACETE – O Palacete das Artes está na mansão do comendador Bernardo Martins Catharino, cuja construção terminou em 1912, quando a Rua da Graça ainda era de terra, sem calçamento. O prédio tem quatro pavimentos, pinturas parietais, forros ornamentais, vitrais, pisos em parquet, mármores, ladrilhos hidráulicos e elevador francês. Foi tombado como Patrimônio da Bahia 1986, via IPAC. Programação no site www.palacetedasartes.ba.gov.br.

O documentário dos Terreiros é institucional e de propriedade do IPAC que licitou e contratou a Layepas Produções Artísticas. O roteiro e produção executiva foi de Ceicça Boaventura, roteiro e direção Anderson Soares, direção de fotografia Marcus Maia, câmera Wilson Militão e supervisão de edição de Nívea Alves, gerente de Patrimônio Imaterial do IPAC. Still de Giva’s Santiago, áudio de Zangado Carlos, making of de Maria Boaventura e motorista Gival. Mais informações na coordenação de Articulação e Difusão (Coad) do IPAC, via telefone (71) 3116-6945 e endereçocoad.ipac@ipac.ba.gov.brFique informado via site www.ipac.ba.gov.br, facebook ‘Ipacba Patrimônio’, twitter ‘@ipac_ba’ e instagram ‘@ipac.patrimonio’.

SERVIÇO
O que: Exibição Terreiros de Candomblé de Cachoeira e São Félix do IPAC
Quando: A partir de amanhã (6), todas as quintas-feiras (exceto dia 20) de Outubro/2016, sempre às 17h
Onde: Palacete das Artes (Rua da Graça, nº284), Salvador
Contatos: (71) 3117-6987

Fotos em ALTA resolução neste link neste
Fotos em BAIXA resolução ANEXAS.
Crédito FOTOS obrigatório (Lei nº 9610/98): Jonas Araújo, Elias Mascarenhas e Lázaro Menezes

Fotos do cinema em ALTA
Crédito FOTOS obrigatório (Lei nº 9610/98): Purki

Assessoria de Comunicação – IPAC, em 05.10.2016
Jornalista responsável Geraldo Aragão (DRT-BA nº 1498)
(71) 99110-5099, 3117-6490, 3116-6673
Coordenação de Jornalismo e Edição: Marco Cerqueira (DRT-BA nº 1851)
facebook: Ipacba Patrimônio
twitter: @ipac_ba - instagram: ipac.patrimonio
Share on Google Plus

About IPW Noticias

    Blogger Comment
    Facebook Comment