Brasil e Paraguai poderão promover ações militares conjuntas na fronteira

Os governos brasileiro e paraguaio vão reunir-se periodicamente com o objetivo de ampliar a cooperaçãobilateral em defesa e segurança. Os encontros vão discutir operações militares como exercícios simultâneos ou conjuntos na fronteira.
Os dois países também poderão cooperar mutuamente no sentido de compartilhar informações, capacitar e desenvolver iniciativas conjuntas no controle do espaço aéreo.
A decisão foi tomada durante reunião entre os ministros brasileiros e paraguaios das Relações Exteriores e da Defesa, ocorrida nesta segunda-feira (4).
De acordo com declaração conjunta divulgada após as negociações, os ministros concordaram em promover reuniões periódicas de cunho mais técnico em área de defesa.
O encontro reuniu em Assunção, capital do Paraguai, os chanceleres Mauro Vieira e Eladio Loizaga, e os ministros da Defesa Aldo Rebelo e Diógenes Martínez.
Na reunião, também foi assinada nota diplomática para prorrogar por mais cinco anos o Acordo entre o Governo da República do Paraguai e o Governo da República Federativa doBrasil relativo à Cooperação Militar.
O encontro marcou a inauguração do Mecanismo 2+2 de Consultas Políticas e Avaliação Estratégica entre os ministérios da Defesa e das Relações Exteriores do Brasil e do Paraguai.
"Além de estabelecer aspectos da operação do Mecanismo 2+2, os ministros decidiram dar impulso à aliança entre ambos os países", informou a declaração.
Share on Google Plus

About IPW Noticias

    Blogger Comment
    Facebook Comment