Vendas no varejo no Brasil sobem 0,8% em janeiro, melhor que o esperado

Por Rodrigo Viga Gaier e Camila Moreira
RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO (Reuters) - As vendas no varejo brasileiro subiram 0,8 por cento em janeiro sobre dezembro, em um resultado melhor do que o esperado mas insuficiente para compensar a forte queda vista no fim do ano passado.
O resultado mensal do primeiro mês deste ano foi o mais forte para meses de janeiro desde 2012 (alta de 2,5 por cento), mas isso depois de o setor ter visto as vendas recuarem 2,6 por cento em dezembro sobre o mês anterior, interrompendo quatro meses seguidos de alta.
Na comparação com o mesmo mês de 2014, as vendas varejistas avançaram 0,6 por cento em janeiro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia a Estatística (IBGE) nesta sexta-feira. Ainda que tenha sido uma alta, esta é a leitura mais fraca para o mês em 12 anos, destacando a fraqueza vivida pelo setor em meio a um cenário de inflação alta e baixa confiança do consumidor.
Entretanto, os resultados de janeiro foram bem melhores do que as expectativas em pesquisa da Reuters, de queda de 0,5 por cento na comparação mensal e de recuo de 0,9 por cento na base anual.
O IBGE informou que cinco das oito atividades pesquisadas no varejo restrito tiveram alta mensal no volume de vendas, com destaque para equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (12,3 por cento) e móveis e eletrodomésticos (2,4 por cento).
Já as vendas de combustíveis e lubrificantes ficaram estagnadas em janeiro na comparação com dezembro.
O volume de vendas no varejo ampliado, que inclui veículos e material de construção, subiu 0,6 por cento em janeiro sobre o mês anterior, mas com queda de 0,5 por cento nas vendas de Veículos e motos, partes e peças.


(Reportagem adicional de Pedro Fonseca no Rio de Janeiro)
Share on Google Plus

About IPW Noticias

    Blogger Comment
    Facebook Comment