Campeonato Pedesserrense 2014: Cruzeiro a um passo da final


Os jogos de ida da fase semifinal do Campeonato Pedesserrense, Edição 2013/2014, foram marcados pela presença de grandes públicos. Tanto no Alto Bonito como na Aroeira, os torcedores deram prova da popularidade da competição no município de Pé de Serra. No sábado (15), na Fazenda Alto Bonito, a torcida foi responsável pelo equilíbrio que marcou o jogo entre o  Cruzeiro local e Fluminense de Poços. Embora o Cruzeiro tenha vencido pelo placar de 2 x 0, o jogo manteve-se equilibrado durante todo o primeiro tempo, inclusive no número de torcedores,  já que as equipes são de comunidades vizinhas. Em muitos momentos do primeiro tempo, o Fluminense de Poços teve o controle da partida através de seu meio  campo que trocava passes com muita facilidade. Enquanto isso, o Cruzeiro procurava se defender, mesmo jogando em seu campo, e quando  tentava sair ao ataque era barrado pela forte marcação da defesa adversária. Talvez por isso, o primeiro tempo terminou em 0 x 0.


No segundo tempo, já com o Fluminense modificado contra a vontade de seu treinador, pois Alex que havia substituído Zezé Cabeção machucou-se minutos depois. Outra modificação que também não surtiu efeito foi Agamenon dar lugar a seu irmão Xuxu. Na opinião os torcedores, essas mudanças no Fluminense causou certo desequilíbrio  na equipe e, consciente desse fato ou não, o Cruzeiro ao substituir Gerinho por Betão passou a jogar com mais objetivo. Assim numa bola cruzada na área, Rogério, subindo com estilo, conseguiu abrir o placar para o Cruzeiro. Minutos depois, o próprio Rogério fez uma jogada fantástica, ao receber um passe na intermediária, partiu em direção ao gol destemidamente e passou por quatro marcadores do Fluminense, invadindo a área, notou o goleiro Neném saindo e, com um leve toque, empurrou a bola para dentro, fazendo Cruzeiro 2 x 0. A partir daí, todo o meio campo do Cruzeiro procurou proteger a defesa, já com Índio em lugar de Marcos. Seguiram-se muitas tentativas do Fluminense em atingir a meta adversária, mas a equipe parecia fragilizada.
Com a vitória por 2 x 0, o Cruzeiro não só quebrou a invencibilidade do Fluminense de Poços como também inverteu a vantagem: no jogo de volta na comunidade de Poços, poderá até perder por um gol de diferença que passará à final. Já o Fluminense de Poços precisa vencer por no mínimo dois gols de diferença para avançar à final.

FICHA TÉCNICA
Cruzeiro: Diego, Natanael, Vivaldo, Nereu, Gegê;  Geraldo, Sirineu, Marcos (Índio), Gerinho (Betão); Matheus e Rogério.
Gols: Rogério - 2 gols
Cartões amarelos: Sirineu, Matheus e Natanael.

Fluminense: Neném, Natan, Bião, Bal, Mateus; Boneca, Gideon, Zominho, Agamenon (Xuxu); Zezé Cabeção (Alex (Xandinho)) e Wismário.
Cartões amarelos: Bião, Gideon, e Zezé Cabeção.
Cartão Vermelho: Natan

Arbitragem: Rodrigo Lima
                      Romeu Lopes
                      Luiz Carlos


No outro jogo da semifinal, a Aroeira deixou escapar a chance de tirar a invencibilidade do Bahia do Bento. Num jogo marcado por fortes emoções, as duas torcidas incentivaram suas equipes por todo o tempo. Jogando em seu campo, a Aroeira começou o jogo esperando o Bahia do Bento avançar e, cada vez que tomava a bola, saia trocando passes até a área adversária. Mostrando superioridade técnica, os visitantes articulavam jogadas surpreendentes e tentavam o gol em cruzamentos pelo alto. Mas eram sempre barrados por Silvano, Goleiro da Aroeira, que, mesmo não tendo boa estatura, não pecava no jogo aéreo. Sabendo da necessidade de vencer, a Aroeira assumiu uma postura mais ofensiva nas jogadas palas pontas. Até que aos trinta minutos de jogo, numa bola lançada na área, a defesa do Bahia do Bento se atrapalhou e o experiente zagueiro Léo fez o indesejado: um gol contra, ao tentar cortar um lançamento. A Aroeira voltou a esperar as saídas do Bahia do Bento que se articulava sempre pelo meio através de Joãozinho e Keu. Mas a forte defesa da Aroeira formada por Bodinho, Cara Cagada e Bolinha seguraram o placar a até o intervalo.

De volta para o segundo tempo, o Bahia do Bento trouxe Washington em lugar do lateral direito Dom. Tal mudança deu ao Bahia do Bento mais solidez na marcação, uma vez que Washington cobria o avanço de Nizael pelo meio. Isso permitiu ao Bahia do Bento manter o controle do jogo na maior parte do segundo tempo. Sempre procurando surpreender nos contra-ataques e nas faltas cobradas por Robinei, a Aroeira teve a grande chance de ampliar o placar aos treze minutos, quando Jair recebeu um passe na entrada da área e, no “cara-crachá” com o goleiro, bateu muito forte; mas com muito reflexo Ruy conseguiu espalmar para a lateral. A Aroeira, sentindo-se em cansaço, substituiu Manoel por André, mas a mudança não modificou a conjuntura do jogo. Minutos mais tarde voltou a mudar, dessa vez saiu o lateral direito Saqué e entrou Edvaldo, que também não foi à altura do substituído. Aos trinta minutos, o zagueiro Nei, do Bahia do Bento, sentiu o joelho numa divida e deu lugar a Cara de Doce.Mais preciso na saída de bola e no jogo aéreo, Cara de Doce deixou o meio campo do Bahia do Bento mais livre para avançar. Sempre tentando entrar nas trocas de passes pela frente da área, o Bahia do Bento surpreendeu num escanteio e Humberto, de cabeça, conseguiu o tão esperado gol de empate, aos quarenta e quatro minutos do segundo tempo.
 
Com esse gol, Humberto assumiu a artilharia da competição com cinco gols, sendo seguido por seu irmão João de Ni (Bahia do Bento) e por Bolinha (Aroeira), ambos com quatro gols. Já o Bahia do Bento manteve-se invicto e no jogo de volta, na comunidade de Bento, assegura a passagem para a final até com um empate. Restando a Aroeira buscar a vitória para poder avançar á final.


FICHA TÉCNICA

Aroeira: Silvano, Saqué, (Edvaldo) Bolinha, Cara Cagada, João Batista; Adailton, Bodinho, Lau, Robinei; Manoel (André) e Jair.
Gols: Léo (contra)
Cartões amarelos: Saqué, Bolinha, Cara Cagada, Bodinho, Jair e Manoel.

Bahia do Bento: Ruy, Dom (Washington), Ney (Cara de Doce), Léo, Leandro; Nizael, Keu (Ramon), Joãozinho, Dodô; João de Ni e Humberto.
Gols: Humberto

Arbitragem: José Osmar Macedo
                      Pedro Paulo
                      Sandro Cerqueira
                      Paulo Magno Sampaio

 
Semifinais

 16/03/14 -  Aroeira   1 X 1  Bahia do Bento – Distrito de Aroeira
 16/03/14 -  Cruzeiro  2 X  0  Fluminense de Poços – Faz. Alto Bonito

23/03/14 - Bahia do Bento  X  Aroeira – Comunidade do Bento
23/03/14 -  Fluminense de Poços X Cruzeiro – Comunidade de Poços

José Osmar Rios Macedo

VICE-PRESIDENTE DA LPD
Share on Google Plus

About IPW Noticias

    Blogger Comment
    Facebook Comment