SOS MATA DA CABORONGA


Falamos de tantas coisas aqui, e esquecemos de algo tão importante (mas desprezado pela sociedade e governos), que é a natureza em geral... nesse caso, "caboronga"! 

Lembro-me, que meu avó, meu pai, comprava água da caboronga... era transportado em carotes no lombo do jumento, por um senhor que não me lembro o nome... água esta, boa, meia doce, fria, e não era qualquer um que comprava, pois o preço era salgado... o pedido era feito na casa desse senhor... o mesmo tinha casa na sede, e era informado para trazer... demorava de 1 a 2 dias. 

Lembro-me, que existia muita manga, jaca... já comi muita dessas frutas na fazenda do falecido seu Faustino. 

Hoje a caboronga é um recanto de usuários de droga, fezes, água contiminada e a bica, coitada, só tem terra! Nos anos 80, e até inicio dos anos 90, Ipirá, tinha um clima legal... o inverno era rigoroso na estação, as chuvas eram fortes, a seca acontecia, mas demorava décadas para ocorrer. Hoje, (além do global), a natureza em ipirá foi assassinada... o ar da cidade não é o mesmo; a umidade do ar; péssimo; secas rigorosas; as estações loucas, faz frio no verão, e verão no inverno. 

Lembro-me, que aparecia na praça da bandeira (hoje Roberto Cintra), raposas, sarue, macaco... tanto, que os moradores da praça tinham trabalho para capturar e levar novamente para caboronga... as vezes, tinham alguns senhores que queriam matar para comer, mas, quando não conseguia, prevalecia a vontade da maioria. Hoje nem sapão tem na cidade! 

Dr. Ana, sei que seu governo será MUITO cobrado, como NUNCA ANTES... Seu governo está numa situação crucial... pois a jacuzada não aceitou a derrota, e vai cobrar... Marcelo Brandão é muito inteligente, vai ficar em cima... seus eleitores esperam muita da senhora, pois os mesmos tem a senhora como tinham os americanos com Obama... e a nossa cidade passa por um CLAMOR DE MUNDANÇAS... então, a pressão será tremenda. Peço a atenção da senhora e seus companheiros, que olhem com carinho para CABORONGA... existem ONGs, fundações como Bradesco, que apoiam essas iniciativas de reflorestamento. 

1- Uma reunião com todos os donos de terras na caboronga, para despertar o desejo de união, e recuperação. 
2- reflorestamento. 
3-Eventos na cidade para ajudar na caboronga. 
4-Reunião com os comerciantes da cidade, para formar uma fundação caboronga não pode morrer. 
5-Criar um grupo de jovens e líderes, para formação de escoteiros, para fazermos trilhas, acampamento. 6-Usar a Rádio AM, FM, Ipirá Negocios, Blog Caboronga, Tv Web, para fazer markting desse lazer. 7-Abrir fazenda de pesca e pague, tiroleza do pontos mais elevados, lagoas artificiais. 

Tudo isso é possivel, se todos ajudarem, e buscar apoio fora, não esperar só do governo bahiano. 

Todos ganhariam: O comércio com turismo das cidades ao redor, a prefeitura com impostos, e a população com lazer! 

Espero que isso se torne realidade!

Por Edson Gusmão
Share on Google Plus

About IPW Noticias

    Blogger Comment
    Facebook Comment